terça-feira, 30 de junho de 2020

sexta-feira, 19 de junho de 2020

quinta-feira, 18 de junho de 2020

sexta-feira, 12 de junho de 2020



   O Centro Paroquial e Social do Salvador está a recrutar um(a) Fisioterapeuta, para as valências de lar de idosos com disponibilidade a tempo inteiro.
   Requisitos pretendidos:
- Licenciatura em Fisioterapia
- Experiência profissional em Geriatria (preferencialmente)

Candidaturas:
Os interessados devem enviar curriculum para lar.residencial@cpssbeja.pt ou geral@cpssbeja.pt

segunda-feira, 1 de junho de 2020


RESULTADOS TESTES COVID19 🙏 🌈 😀

Rastreámos no passado dia 20 de Maio - O Estabelecimento II.
ABC-Algarve Biomedical Center,  a quem deixamos o nosso muito obrigado. Os resultados, esses, foram os que todos esperávamos, testámos #NEGATIVO.  Até então a batalha está ganha, mas não vencida! Continuamos a cuidar e a proteger os nossos... Idosos!

sábado, 30 de maio de 2020

Regresso ao Pré-escolar. E agora, como devo preparar o meu filho?

Brincar, saltar, correr, aprender, socializar, valorizar e sentir, são algumas das palavras que associamos sempre que é abordado o tema da aprendizagem e crescimento infantil.

Neste momento, estas são também as palavras que assombram o pensamento de muitas famílias e profissionais da educação, agora que se prepara o regresso ao ensino pré-escolar, no próximo dia um de junho.

Nesta nova fase escolar e depois de um período de isolamento social e do gradual processo de desconfinamento, chegou o momento de voltar à escola. Chegou o momento de transpor o muro dos afetos para finalmente brincar com os amigosescutar a palavra terna do educador, o gargalhar do assistente operacional e sonhar com a história alegre contada pelo animador.

Com todas as mudanças que se impõem para naturalmente garantir a segurança e bem estar das crianças e da comunidade educativa, será que existe alguma hipótese de colorir este caminho de regresso com tons alegres, como as cores do arco-íris que tanto nos brindaram de esperança nos momentos mais cerrados do isolamento social? Ou será que continuaremos a considerar este processo de retorno à “nova” realidade escolar como negro ou salpicado de tons cinzentos?

Uma coisa é certa, realmente vão existir procedimentos novosrotinas diferentesmas a essência da educação brindada de afetos e emoções continuará a existir e nesta fase vamos aprender e ensinar a sorrir com os olhos e a abraçar com o coração.

É perfeitamente natural experimentar uma sensação de “nó no estômago”, ansiedade e receio pelo processo emotivo e social que se avizinha. Na verdade, o lugar especial onde outrora as nossas crianças gostavam de brincar, de explorar emoções e criar aventuras…é agora um espaço abarcado por novas regras que parecem beneficiar a saúde em detrimento do brincar e dos efetos, mas será possível dissociar bem-estar e emoções?

Muito se escreve, muito se lê, muito de diz e muito se contradiz em relação a este tema, efetivamente o regresso ao pré-escolar é controverso. A verdadeira base da escola é a socialização, a promoção dos afetos e da ligação com os outros: crianças e adultos.
 Vários estudos indicam com clareza que o processo de aprendizagem está intimamente ligado e é nutrido pela qualidade das relações estabelecidas com os outros, pelo brincar, explorar, criar e pela gestão das emoções.

Para um regresso o mais tranquilo possível ao pré-escolar é então muito importante esclarecer qual o papel da família e dos profissionais integrantes no ensino pré-escolar.

Na família a criança aprende a enfrentar desafios, a saborear conquistas e a abraçar a vida, assim para um retorno calmo, ancorado em memórias felizes e curiosidades otimistas cabe aos pais explicar de forma tranquila e com uma linguagem simples e clara algumas novidades.

1.  Utilização de máscaras por parte dos adultos. É essencial prevenir a surpresa das crianças em relação à imagem visual dos adultos que já conhecem e com os quais deverão ter uma ligação afetiva segura. Cabe aos pais explicar que por motivos de segurança, tal como o pai ou mãe, cobrem o rosto com máscaras quando vão por exemplo ao supermercado, também o educador, o assistente operacional e o animador irão proteger os meninos e meninas utilizando máscara.  Aproveitem para exemplificar e mostrar com se pode sorrir com os olhos. É igualmente importante esclarecer que as crianças não irão utilizar máscara.  

2. Baú das emoções. Os receios, medos e angústias devem ser partilhadas no seio familiar. Assumir “fantasmas”, promoverá a desconstrução de medos infundados, dando lugar a um sentimento de tranquilidade e segurança no momento da transição do pai para o educador. A criança deve exprimir as suas expetativas e sentimentos em relação ao regresso à realidade escolar.

3. A entrada na escola. É importante clarificar que a partir do dia um de junho, o processo de entrega da criança é realizado na entrada da escola. Esta é uma mudança que poderá causar alguma ansiedade, deste modo, é importante esclarecer que é uma nova regra da escola. Os pais continuam a despedir-se dos filhos, continuam a entregar os filhos ao cuidado dos adultos que trabalham na escola e nos quais confiam, mas não existe entrada no estabelecimento escolar.

Os brinquedos ficam em casa. Indique que esta é uma informação dada pelo educador. Os brinquedos pessoais deverão ficar em casa. Na escola existem muitos brinquedos com os quais poderão voltar a brincar com os amigos.


Para auxiliar a transmissão destas mudanças, os pais deverão transformar o momento informativo, num momento lúdico. Podem por exemplo optar por apresentar as mudanças fazendo desenhos, ou explorando as novas regras através de uma conversa entre brinquedos.

Na realidade o essencial é explicar de forma clara e se possível empregando um toque de humor e diversão às novas alterações de rotinas

Lembre-se, a primeira etapa para a promoção da tranquilidade parte do seio familiar e as crianças são autênticas “esponjas emocionais” absorvendo facilmente as emoções dos adultos que as rodeiam.


E quais as informações que são exclusivamente da responsabilidade do educador de infância?

Questões como novas atividades que poderão surgir no contexto de sala de aula, os cuidados no contato entre crianças, as rotinas de limpeza e higienização, deverão ser aspetos a abordar apenas pelo educador.

Neste seguimento serão adotadas pelo profissional estratégias e modelos de comunicação mais adequados às características do grupo turma e assim em simultâneo todas as crianças terão acesso a informações relacionadas com as rotinas da sala de aula, treinando novas habilidades e capacidades.

As crianças são autênticos mestres na arte da adaptação. A nós adultos: pais e profissionais cabe-nos o papel de agentes inspiradores, ensinando as nossas crianças a saborear novas conquistas e aprendizagens, fortalecendo a capacidade de resiliência e a sua autoconfiança.

Para qualquer questão e apoio necessário as famílias dos alunos que frequentam o ensino pré-escolar no Agrupamento de Escolas Silves Sul poderão solicitar apoio ao gabinete de psicopedagogia através do serviço de psicologia escolar.

texto e publicação de autoria de Mara Guerreiro
Psicóloga Escolar
Gabinete de Psicopedagogia
Agrupamento de Escolas Silves Sul

ALTERAÇÃO DE ABERTURA DO CATL


Caros Pais e encarregados de educação,

Antes de mais esperamos que se encontrem bem, assim como as vossas famílias.
Como é do conhecimento de todos havia sido anunciada a reabertura dos CATL’s para o próximo dia 1 de Junho. Nesse contexto reunimos todas as condições para poder reabrir o CATL do CPSS na próxima segunda-feira.
Sucede porém que ontem dia 29 de Maio, foi anunciado pelo Ex.mo Sr. Primeiro-Ministro que a abertura dos CATL’s só terá lugar no próximo dia 15 de Junho. Por conseguinte, até lá não poderemos reabrir o nosso CATL.
Pedimos desculpa pelo incómodo, mas trata-se de uma decisão do Governo.
Oportunamente daremos notícias.
As mensalidades terão os descontos de 50% à semelhança dos meses anteriores.

Gratos pela atenção,

Melhores cumprimentos

A Direcção 

Henrique Martins
Edmundo de Sá
Raquel Veloso
Francisco Trindade 
Mercês Nascimento

quarta-feira, 27 de maio de 2020

Reabertura CATL - 1 de Junho


Caros pais e encarregados de educação,

No âmbito do plano de desconfinamento publicado pelo Governo a 30 de Março de 2020, vem a Direcção do Centro Paroquial do Salvador, informar que a reabertura do nosso CATL será no próximo dia 1 de Junho de 2020 e dar a conhecer as novas normas de conduta do CATL, medidas de prevenção e controlo de transmissão da COVID-19, que implicam a alteração de algumas regras anteriormente aplicadas.
É de conhecimento de todos, que o objectivo do funcionamento do CATL, consiste em dar apoio nas interrupções lectivas (férias) e extensões de horário, o que não responde à actual necessidade de dar apoio às aulas “on-line”.
Embora pese esta nossa impossibilidade por motivos de recursos necessários insuficientes, consideramos primordial darmos resposta às exigências da DGS, nomeadamente o afastamento entre as crianças, que deverão ser organizadas por grupos pequenos nas diversas salas, implicando mais recursos humanos e mais salas devidamente equipadas .
No entanto, a decisão da reabertura nesta fase lectiva foi muito ponderada e avaliada de forma a concluirmos que tipo de apoio poderá ser prestado aos pais, implicando assim, o funcionamento a 100% da resposta.
Serão recrutados todos os colaboradores afectos a esta valência, porque todos serão necessários, pois acresce a necessidade redobrada de desinfecção dos espaços, objectos, materiais. Acresce ainda a necessidade de uma vigilância mais adequada em tempos de pandemia.
Deste modo, foi decidido apoiar as aulas da telescola, ajuda na execução de trabalhos que venham devidamente impressos, almoço e lanche.
Estamos cientes que esta oferta de serviços não responde à actual necessidade de muitas famílias, contudo, não podemos assumir a responsabilidade pelo encerramento das escolas.
Face ao exposto, a Direcção decidiu atribuir um desconto de 25% a todas as crianças que irão ficar em casa. Temos a informação de que muitos pais estão a usufruir da medida especial de apoio para poderem apoiar os seus filhos condignamente, sendo que outros terão que regressar às suas actividades profissionais.
Não foi uma decisão fácil, pelo que desde já, agradecemos toda a compreensão e confiança que em nós será depositada.
Esta pandemia trouxe muitos receios e alterações no nosso dia-a-dia, por isso, queremos realçar junto dos pais, que a responsabilidade de acolhermos os vossos filhos será sempre de forma partilhada, implicando que todas as regras sejam cumpridas de forma rigorosa, assim como as medidas definidas pelo Governo no que diz respeito ao dia a dia nas vossas casas.
Com todas estas medias, queremos garantir que faremos de tudo para proteger os vossos filhos, durante o tempo que estes irão permanecer na nossa Instituição não devendo as mesmas ser desvalorizadas nem negligenciadas a partir do momento em que as crianças regressam a casa.
De forma a tranquilizar-vos,informamos ainda, que a Instituição dispõe de um Plano de Contingência, assim como de todo o material necessário para a sua execução e todos os funcionários estão devidamente capacitados e informados sobre as respectivas formas de actuação, de forma a cumprir rigorosamente as orientações da DGS.
Pedimos aos pais/encarregados de educação, que caso exista alguma informação de factos relativos a doenças ou contactos com casos suspeitos, por parte de todos os intervenientes da nossa Instituição, nomeadamente familiares dos nossos clientes, apelamos à sua partilha na prestação dessa informação.
Uma vez que estamos a viver uma nova realidade, apresentamos as novas regras que devem ser cumpridas escrupulosamente:
  • Horário de Funcionamento
O CATL inicialmente irá funcionar das 7h30m às 19h, no entanto, as crianças só devem permanecer na instituição pelo período estritamente necessário. Para o efeito deverão os pais informar a equipa do CATL do horário de permanência da criança.
A criança deverá ser entregue no período da manhã entre as 7h30m e as 8h45m (este horário deve ser feito até ao dia 26 de Junho) durante o tempo de férias a entrega deverá ser feita entre as 7h30m e as 9h30m.
  • Acolhimento
De modo a evitar cruzamentos entre pessoas de outros sectores (crianças, idosos, colaboradores e fornecedores) foram criados “sectores” que funcionarão isoladamente.
O CATL pertence ao Sector IV: Será o acesso a este sector feito pela porta da catequese. (situada ao lado da porta do salão de festas – Fitsalvador)
ü  O acesso aos pais está interdito pelo que devem tocar à campainha deste sector quando vierem entregar ou buscar as crianças.
ü  Os pais deverão usar máscara quando vêm entregar ou buscar as crianças.
ü  As crianças a partir dos seis anos devem trazer mascara de casa, para ser utilizada durante o tempo de permanência na Instituição.
ü  A entrega das crianças deve ser feita preferencialmente pela mesma pessoa que irá buscá-la ao fim do dia.
ü  Deve privilegiar-se o transporte individual das crianças pelos pais até à Instituição.
ü  Não podem entrar crianças com qualquer tipo de doença.
ü  Antes de entrar na Instituição a auxiliar/educadora avaliará a temperatura da criança, de seguida far-se-á a desinfecção dos sapatos, das mãos da mesma e as crianças terão de trocar de sapatos.
  • Material Necessário
Aos pais pede-se que não deixem as crianças levar brinquedos ou outros objectos não necessários de casa para o CATL (ex: mochilas, sacos, etc.) Todos os objectos permitidos a entrar no CATL devem ir num saco descartável (plástico ou papel), devidamente desinfectados.
ü  Máscara (colocada antes de entrar no CATL).
ü  Todos os dias a criança deve trazer roupa devidamente lavada
ü  Devem trazer lenços de papel todos os dias
ü  Trazer uma garrafa de água nova todos os dias, devidamente identificada.
ü  Trazer um par de sapatos suplente para utilizar apenas dentro da instituição, que ficará na instituição durante toda a semana e que irá para casa na sexta-feira para ser devidamente desinfetado
ü  Saco de plástico desinfetado para guardar os sapatos que vêm da rua
ü  Trazer um estojo com lápis de carvão, lápis de cor, marcadores, afia, borracha, régua, tesoura (para que fique na instituição, não haja partilha de materiais, estes sejam de uso exclusivo e serão desinfectados após cada utilização) para quem já tem alguns destes materiais no CATL trará apenas os materiais que estão em falta.
  • Comunicação
Os pais e a equipa devem assegurar a passagem da informação relativa à criança preferencialmente através de canais digitais ou do contacto da Instituição.
  • Serviços prestados
Até terminar o ano lectivo e tendo em conta que a realidade do CATL se tem de adequar a estes novos tempos de mudança, ao nível do ensino do 1º e 2º Ciclos, o CATL assegurará:
ü  Assistir as aulas da telescola (em pequenos grupos, consoante os horários das mesmas)
ü  Realização dos trabalhos enviados pelas professoras, que venham: impressos, em manuais, word e powerpoint
ü  Almoço/Lanche

O Plano de Contingência está publicado no site www.cpssbeja.pt

Estamos sempre ao vosso dispor,

Com os nossos melhores cumprimentos

Beja, 27 de Maio de 2020
A Direcção 
Henrique Martins 
Edmundo de Sá 
Raquel Veloso 
Francisco Trindade 
Mercês Nascimento

Reabertura PRÉ-ESCOLAR - 01 DE JUNHO


Caros pais e encarregados de educação,

No âmbito do plano de desconfinamento publicado pelo Governo a 30-04-2020, e em cumprimento das orientações da Direção-Geral da Saúde (DGS), vem a Direção do Centro Paroquial e Social do Salvador, informar que a reabertura do nosso Pré-escolar será no próximo dia 1 de Junho de 2020 e dar a conhecer as novas normas de conduta do Pré-escolar, medidas de prevenção e controlo da transmissão da COVID-19, que implicam a alteração de algumas regras anteriormente aplicadas.

Conhecemos os vossos receios, que são também os nossos e foi depois de diversas reuniões de uma equipa proactiva e dinâmica que delineamos as melhores estratégias e procedimentos de intervenção neste âmbito de pandemia.

Queremos tranquilizar-vos, informando que dispomos de um Plano de Contingência, de todo o material necessário para a sua execução, bem como todos os funcionários estão devidamente capacitados e informados sobre as respetivas formas de atuação, de modo a cumprir rigorosamente as orientações da DGS.

Admitimos que o cumprimento das normas da DGS desenvolveu algum receio, no entanto, avaliada toda a estrutura física e de recursos humanos, consideramos ter bastante potencial que foi devidamente aproveitado de modo a dar a melhor resposta possível. Salientamos a imensidão dos espaços exteriores, a dimensão das nossas salas, a criatividade de toda a equipa envolvida, a vontade e o empenho, que foram e serão sempre os grandes pressupostos para uma boa prossecução dos nossos serviços.

No entanto, queremos salientar junto dos pais, que esta responsabilidade de acolhermos os vossos filhos será sempre PARTILHADA, implicando assim o rigoroso cumprimento das nossas regras, bem como as medidas definidas pelo Governo no que respeita ao dia-a-dia nas vossas casas.
Faremos de tudo para garantir a protecção dos vossos filhos na nossa Instituição, que não deve ser desvalorizada ou descontinuada a partir do momento que saem da instituição.

É certo que estamos a lidar com crianças e que apesar de estarmos a assumir uma vigilância permanente não podemos garantir a 100% o nosso sucesso, se existir qualquer tipo de omissão de factos relativos a doenças ou contactos com casos suspeitos por parte de todos os intervenientes na nossa Instituição, nomeadamente familiares de todos os nossos clientes, pelo que apelamos a uma sintonia de na prestação da informação.
“Pese, embora, a recomendação atual de distanciamento físico, não podemos perder de vista a importância das aprendizagens e do desenvolvimento das crianças, bem como a garantia do seu bem-estar e direito de brincar. É também essencial considerar que as interações e as relações que as crianças estabelecem com os adultos e com as outras crianças são a base para a sua aprendizagem e desenvolvimento.”
Estamos perante uma nova realidade que em conjunto saberemos encontrar o melhor caminho!

Deste modo, apresentamos as regras que devem cumprir escrupulosamente:
·         HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO
ü  O Pré-escolar irá funcionar das 7h30 às 19h, no entanto as crianças não devem permanecer por período superior ao estritamente necessário, para o efeito deverão os pais informar a equipa da sala o horário da permanência da criança.
ü  A criança deverá ser entregue no período da manhã entre as 7h30 e as 9h30H.

·         ACOLHIMENTO E ENTREGA DA CRIANÇA
De modo a evitar cruzamentos entre pessoas de outros sectores (crianças, idosos, colaboradores, fornecedores) foram criados “sectores” que funcionarão isoladamente durante o dia, assim como a circulação e entradas das crianças para os será feita separadamente.

ü  O Sector III Será o acesso ao Pré-escolar, feito unicamente pela porta habitual do acolhimento.
ü  O acesso aos pais está interdito, pelo que em todos os sectores devem SEMPRE tocar à campainha.
ü  Os pais deverão entregar a criança de mascara.
ü  A entrega das crianças deve ser feita, preferencialmente, pela mesma pessoa que a irá buscar ao fim do dia.
ü  Deve privilegiar-se o transporte individual das crianças pelos pais até à instituição.
ü  Não podem entrar crianças com qualquer tipo de doença.
ü  Antes de entrar na instituição a auxiliar/educadora avaliará a temperatura da criança.
ü  Os pais devem informar a equipa sobre o contacto da criança com outras pessoas que tenham manifestado qualquer tipo de doença.

·         MATERIAL NECESSÁRIO
Aos pais pede-se que não deixem as crianças levar brinquedos ou outros objetos não necessários de casa para o Pré-escolar (ex; mochilas/sacos de casa). Todos os objetos permitidos a entrar na instituição devem ir num saco descartável (plástico ou papel), devidamente desinfetado.
ü  Apenas devem levar uma garrafa para a água, identificada e que será devidamente desinfetada na instituição;
ü  Duas mudas de roupa lavada;
ü  Sempre que vá roupa suja para casa, esta deverá ser lavada a 60º.
A roupa suja deve ir para casa em saco plástico, fechado;
ü  Fraldas, toalhitas, chupetas e outros objetos estritamente necessários;
ü  Uns sapatos, para serem utilizados dentro das salas, que serão levados à sexta-feira para casa para serem devidamente desinfetados;
ü  Apela-se à desinfeção das roupas e chupetas da criança diariamente.

·         COMUNICAÇÃO
A caderneta do Pré-escolar deixará de circular. Os pais e a equipa devem assegurar a passagem da informação relativa à criança sempre que possível, pelos canais digitais, ou contato da instituição, de modo a que, na adaptação a esta nova realidade, haja articulação e continuidade entre o Jardim de Infância e a família.

Nesta fase, estão canceladas festas e reuniões de encarregados de educação presenciais.



O plano de contingência encontra-se em www.cpssbeja.pt

Beja , 27 de Maio de 2020

A Direcção
Henrique Martins
Edmundo de Sá 
Raquel Veloso 
Francisco Trindade 
Mercês Nascimento 

domingo, 24 de maio de 2020

CATL: Clube dos porquês





sexta-feira, 15 de maio de 2020

Reabertura da nossa Creche


Caros pais e encarregados de educação,

No âmbito do plano de desconfinamento publicado pelo Governo a 30-04-2020, vem a Direcção do Centro Paroquial e Social do Salvador, informar que a reabertura da nossa Creche será no próximo dia 18 de Maio de 2020 e dar a conhecer as novas normas de conduta da creche, medidas de prevenção e controlo da transmissão da COVID-19, que implicam a alteração de algumas regras anteriormente aplicadas.

Conhecemos os vossos receios, que são também os nossos e foi depois de diversas reuniões de uma equipa proactiva e dinâmica que delineamos melhores estratégias e procedimentos de intervenção neste âmbito de pandemia.

Queremos tranquilizar-vos, informando que dispomos de um Plano de Contingência, todo o material necessário para a sua execução, bem como todos os funcionários estão devidamente capacitados e informados sobre as respectivas formas de actuação, de modo a cumprir rigorosamente a orientação da DGS N.º 025/2020 – “Medidas de Prevenção e Controlo em Creches, Creches Familiares e Amas”.

Os funcionários ao serviço na creche e serviços comuns foram submetidos ao rastreio à COVID-19 .

Admitimos que o cumprimento das normas da DGS criou algum receio e, inicialmente, pareceu-nos impraticável.
No entanto, avaliámos toda a estrutura física e de recursos humanos e consideramos ter bastante potencial que foi devidamente aproveitado de modo a dar a melhor resposta possível. Salientamos a dimensão dos espaços exteriores e das nossas salas, a criatividade de toda a equipa envolvida, a vontade e o empenho, que foram e serão sempre os grandes pressupostos para uma boa prossecução dos nossos serviços.

No entanto, queremos salientar junto dos pais, que esta responsabilidade de acolhermos os vossos filhos será sempre PARTILHADA, implicando, assim, o rigoroso cumprimento das nossas regras, bem como das medidas definidas pelo Governo no que respeita ao dia-a-dia nas vossas casas.

Faremos de tudo para garantir a protecção dos vossos filhos na nossa Instituição, que não deve ser desvalorizada ou descontinuada a partir do momento em que regressam a casa.

É certo que estamos a lidar com crianças e que, apesar de estarmos a assumir uma vigilância permanente não podemos garantir a 100% o nosso sucesso.

Caso exista qualquer informação de factos relativos a doenças ou contactos com casos suspeitos, por parte de todos os intervenientes da nossa Instituição, nomeadamente familiares dos nossos clientes, apelamos à sua partilha na prestação dessa informação.

Estamos perante uma nova realidade que, em conjunto, saberemos encontrar o melhor caminho!
Deste modo, apresentamos as regras que devem cumprir ESCRUPULOSAMENTE:

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO
A creche inicialmente irá funcionar das 7h30 às19h, no entanto, as crianças não devem permanecer por período superior ao estritamente necessário. Para o efeito deverão os pais informar a equipa da sala do horário de permanência da criança.
A criança deverá ser entregue no período da manhã entre as 7h30 e as 9h30H.

ACOLHIMENTO E ENTREGA DA CRIANÇA
De modo a evitar cruzamentos entre pessoas de outros sectores (crianças, idosos, colaboradores, fornecedores) foram criados “sectores” que funcionarão isoladamente durante o dia, assim como a circulação e entradas das crianças para os respectivos sectores será feita separadamente.

ü  Sector I será a “ilha”, onde estão situados os três berçários e as 2 salas de 1 ano.
A entrada para este sector será pelo portão pequeno que está situado ao lado do portão grande por onde circulavam as carrinhas do CATL (que actualmente não acontece). Rua DR Teófilo de Braga nº 49, onde está situado o nosso “lar residencial”. O portão encontra-se na descida imediatamente a seguir ao final do edifício branco e rosa. Nesse portão encontram uma campainha que devem utilizar para chamar a auxiliar/educadora.
ü  Sectores II serão as 3 salas de 2 anos e 1 sala de 1 ano .
A entrada para este sector será pelo portão cinzento, onde se encontra o guiché da secretaria. Situado ao lado do leitor digital está uma campainha com videoporteiro que deverão tocar para chamar a auxiliar/educadora.
ü  Sectores III Será o acesso ao pré-escolar pela porta habitual (ainda encerrada)
ü  Sectores IV Será o acesso ao CATL pela porta catequese (ainda encerrada)
ü  O acesso aos pais está interdito pelo que em todos os sectores devem SEMPRE tocar à campainha.
ü  Os pais deverão usar máscara quando entregarem a criança.
ü  A entrega das crianças deve ser feita preferencialmente pela mesma pessoa que irá busca-la ao fim do dia.
ü  Deve privilegiar-se o transporte individual das crianças pelos pais até à instituição.
ü  As cadeirinhas de transporte ou “ovo” utilizadas no transporte das crianças não podem entrar nas instalações da creche.
ü  Não podem entrar crianças com qualquer tipo de doença.
ü  Antes de entrar na instituição a auxiliar/educadora avaliará a temperatura da criança.
ü  Os pais devem informar a equipa sobre o contacto da criança com outras pessoas que tenham manifestado qualquer tipo de doença.

·         MATERIAL NECESSÁRIO
Aos pais pede-se que não deixem as crianças levar brinquedos ou outros objectos não necessários de casa para a creche (ex; mochilas/sacos de casa). Todos os objectos permitidos a entrar na creche devem ir num saco descartável (plástico ou papel),devidamente desinfectado.
ü  Apenas devem levar um copo ou biberão para a água que será devidamente desinfectado na instituição;
ü  Duas mudas de roupa lavada;
ü  Sempre que vá roupa suja para casa, esta deverá ser lavada a 60º. A roupa suja deve ir para casa em saco plástico, fechado;
ü  Fraldas, toalhitas, chupetas e outros objectos só os estritamente necessários;
ü  Sapatos para serem utilizados dentro das salas que serão levados à sexta-feira para casa para serem devidamente desinfectados;
ü  Apela-se à desinfecção das roupas e chupetas da criança diariamente;
ü   
·         COMUNICAÇÃO
O diário da creche deixará de circular. Os pais e a equipa devem assegurar a passagem da informação relativa à criança sempre que possível, canais digitais, ou contacto da instituição.




Estaremos sempre ao vosso dispor,


Com os nossos melhores cumprimentos

Pela direcção
Honorato Martins
Edmundo de Sá 
Raquel Veloso 
Mercês Nascimento 
Francisco Trindade

Nota:(Os nomes das educadoras foram retirados nesta publicação no âmbito do RGPD)